O SIGNIFICADO OCULTO DO COMERCIAL DIOR DE RIHANNA

Enquanto ainda não finaliza seu novo álbum, Rihanna tem feito vários ensaios fotográficos e trabalhos voltados para o mundo da moda. Neste comercial, dirigido por Steven Klein, para a Dior, uma empresa francesa de artigos de luxo, a cantora de Barbados aparece circulando pelos corredores do Palácio de Versalhes, na França, à noite, com pelo menos cinco figurinos diferentes. O vídeo divulgado nessa segunda-feira (25) é quase um curta-metragem com quatro minutos de duração e exibe um ambiente propositadamente sombrio e perturbador, digno de filme de suspense. Como música de fundo, ouve-se um trecho de “A Night”, LEIA O RESTANTE AQUI
,

O Significado Oculto do Comercial de Rihanna para a Dior

[ segunda-feira, 25 de maio de 2015 | 6 comentários ]

Enquanto ainda não finaliza seu novo álbum, Rihanna tem feito vários ensaios fotográficos e trabalhos voltados para o mundo da moda. Neste comercial, dirigido por Steven Klein, para a Dior, uma empresa francesa de artigos de luxo, a cantora de Barbados aparece circulando pelos corredores do Palácio de Versalhes, na França, à noite, com pelo menos cinco figurinos diferentes. O vídeo divulgado nessa segunda-feira (25) é quase um curta-metragem com quatro minutos de duração e exibe um ambiente propositadamente sombrio e perturbador, digno de filme de suspense. Como música de fundo, ouve-se um trecho de “A Night”, uma música nova da artista, que parece um tanto sombria, o que torna o clima do vídeo ainda mais tétrico. 

Intitulado de "Dior Secret Garden IV - Versailles", o vídeo poderia ser considerado apenas mais um comercial sem nexo e com um enredo aleatório, no entanto aqueles que conhecem os simbolismos da Elite conseguem claramente perceber o significado oculto desse vídeo um que é frequentemente explorado nos vídeos de músicas atuais a iniciação oculta e a morte da velha persona para o nascimento de uma nova persona sombria.

O comercial foi dirigido por Steven Klein, um fotógrafo bem estabelecido na indústria da moda e bastante influente na indústria Illuminati. Klein dirigiu vídeos carregados de simbolismos como "Alejandro" de Lady Gaga em 2010 e o comercial de seu perfume "Fame" alguns anos depois, então, não seria muito surpreendente se esse anúncio de Rihanna para a grife Dior contivesse o mesmo teor de simbolismo.

Vamos analisar o significado oculto e bastante flagrante do vídeo.

 O enredo se passa em uma noite de lua cheia, o ce-
nário típico e perfeito para qualquer cerimônia oculta.

O cenário é o Palácio de Versalhes (Château de Versailles) na França. Como já disse-
mos inúmeras vezes neste site, mansões desse porte são geralmente palco de cerimônias
 de iniciação oculta e festas secretas da Elite. Este baile oculto da família Rothschilds
por exemplo, foi realizada no Château de Ferrières em 1972.

Depois, vemos Rihanna subir lentamente os degraus do Palácio de Versalhes à noite, vestida de preto e misteriosamente segurando uma bolsa espelhada atrás dela. Esta cena é bastante simbólica.

Rihanna caminha sobre um piso dualístico preto e branco (o famoso piso maçônico 
quase que onipresente em todas as cerimônias de iniciação oculta) e sobe uma escadaria 
em direção a um salão iluminado. Esta cena é bastante simbólica porque representa sua 
busca por iluminação. A escada são os degraus que o iniciado precisa subir a fim 
de alcançar a "iluminação". Sua iniciação está apenas começando.

Quando a cantora finamente entra no salão iluminado, ela é subitamente transformada, vestindo uma roupa prateada brilhosa. As cores da roupa são extremamente importantes em rituais de iniciação oculta. O não iniciado tende a vestir roupas mais claras, representando seu estado puro e inocente.

Rihanna desfila por um salão repleto de candelabros, com um vestido prateado.
 Seu lado "puro e inocente" parece entusiasmado para se juntar ao "lado oculto".

De repente, Rihanna aparece com um vestido longoe vermelho, 
a cor do sacrifício e da iniciação. Ela acabou de ser iniciada.

Aparentemente Rihanna estava sozinha no salão do palácio, mas assim que ela é iniciada, uma "força invisível sombria" começa a persegui-la.

Assustada, Rihanna começa a fugir dessa "força invisível sombria". Será 
que essa cena representa algum espírito que visita o iniciado durante o ritual
 de iniciação? Se for, é pouco provável que ela tenha conseguido escapar.

Quando a cantora sai do palácio e retorna ao jardim de Versalhes, ela fica em frente ao espelho d'água olhando fixamente. Ela está novamente vestida de preto, desta vez caminhando lentamente com uma bengala na mão enquanto as luzes do palácio se apagam.

As luzes do palácio começam a se apagar, indicando que o ritual está consumado.

Rihanna tem um véu negro sobre o rosto, simbolizando o 
seu luto. Ela está em um funeral simbólico: sua velha persona
 morreu para dar lugar a sua nova persona sombria. 

No final do vídeo, vemos a cantora dançando pelo jardim em um vestido branco.

No final, sua velha persona "pura e inocente" dança ao redor
 do espelho d'água como se estivesse em uma despedida. É como 
se Rihanna estivesse dizendo adeus ao seu "velho eu".

O vídeo termina com um flashback de Rihanna com o vestido reluzente dentro do palácio.

Em um vídeo de 4 minutos, o anúncio promoveu muito mais a Agenda oculta Illuminati do que a própria grife Dior. O tema de "ritual de iniciação oculta" é frequentemente explorado por vídeos e performance musicais e é sempre realizado da mesma forma: roupa clara, roupa escura, mansão, candelabros, roupa vermelha, piso maçônico etc. No entanto, isso não significa que o artista está sendo iniciado exatamente naquele momento, mas é uma forma que os envolvidos por trás daquele projeto encontraram para "cumprir o dever de casa", promovendo a Agenda da Elite e ao mesmo tempo pagando tributo aos seus chefes. Rihanna tem sido usada há muito tempo em vídeos como esse e parece que continuará sendo uma peoa Illuminati por um bom tempo.

Veja Mais
O Significado Oculto do Perfume de Lady Gaga "Fame" 
Está Rihanna introduzindo Shakira à Indústria Illuminati no Vídeo "Can't Remember To Forget You"? 

,

"Força Policial Maçônica" Bizarra é descoberta em Los Angeles

[ domingo, 17 de maio de 2015 | 8 comentários ]

Afirmando ser descendentes dos Cavaleiros Templários, o Departamento de Polícia Fraternal Maçônico prometeu "proteger os maçons grão-mestres" em 33 estados.

Três residentes da Califórnia foram presos em 30 de abril por suspeita de se passarem por policiais e foram liberados mais tarde naquele dia. Afirmando ser a "força policial mais antiga do mundo", o Departamento de Polícia Fraternal Maçônico alegou jurisdição em 33 estados (coincidentemente, 33 é o número mais sagrado do simbolismo maçônico).

 A insígnia da polícia é o compasso maçônico, o esquadro,
 os Pilares gêmeos e o logotipo da Ordem da Estrela do 
Oriente - um pentagrama invertido. 

A força desonesta foi muito bem suplementada. Policiais encontraram emblemas, armas, uniformes, parafernália de aplicação da lei e até mesmo veículos da polícia depois de pesquisarem dois locais não identificados.

David Henry, Tonette Hayes, e Brandon Kiel.

O Chefe da Polícia maçônica é David Henry - um maçom de alto escalão. De acordo com o site da polícia, Henry é um "Absoluto Supremo Soberano Grão-mestre 32° 33° X°", o que significa que ele obteve o mais alto grau na escada maçônica. Portanto, apesar da notícia retratar o trio como três lunáticos atuando como policiais, há algum poder real e uma influência por trás da força policial maçônica. 

Brand Kiel (esquerda) e David Henry (se-
gundo da direita) em um evento maçônico. 

Henry (esquerda) na foto ao lado do sargento James Townsend
 de Los Angeles, pedindo aos moradores da cidade para marcharem
em paz por Trayvon Martin. 

Segundo algumas fontes, Henry também é um produtor vencedor do prêmio Emmy. 


"Henry, de 46 anos, supostamente ganhou um Emmy em 2002 por seu trabalho como produtor em uma história da Fox11. Ele também co-produziu um documentário com Hayes vários anos mais tarde sobre um líder de longa data dos direitos civis, o jornal Los Angeles Sentinel relatou em 2007."


David Henry chefiou a força policial com seu enteado Brandon Kiel, que é um "grande sumo sacerdote" maçônico de grau 33. Em um vídeo de 2014, David Henry anunciou em sua loja maçônica que Kiel planejava concorrer ao Senado dos EUA nas eleições de 2016.

Kiel trabalhou para o departamento de Justiça desde 2013, como um assessor do Procurador Geral do Estado, Kamala Harris. Ele foi colocado em licença remunerada desde 30 de abril. 

Procuradora Geral do Estado Kamala Harris.

O site estranho da força policial afirma que Henry supervisiona 33 jurisdições maçônicas, incluindo Fraternidades, irmandades e organizações gregas (sim, existe uma ligação entre Fraternidades e sociedades secretas).

Uma captura de tela do site. 


A Organização Fraternal Maçônica é a organização mais antiga e respeitada no "Mundo." Os Grão-mestres em torno de vários estados estão enfrentando problemas de segurança graves para as suas jurisdições e seus familiares. O primeiro Departamento de Polícia foi criado pelos "Cavaleiros Templários" em 1100 a.C. 

O Departamento de Polícia Fraternal Maçônico é os Cavaleiros Templários!

Quando perguntado qual é a diferença entre o Departamento de Polícia de Fraternal Maçônico e outros departamentos de polícia a resposta é simples para nós. Nós estávamos aqui primeiro! Nós nascemos nesta Organização nossas linhagens vão mais fundo do que uma aplicação. Isso é mais do que um emprego é uma obrigação. 

O Departamento de Polícia Fraternal Maçônico (MFPD) é uma Jurisdição Soberana Maçônica (Município), localizado dentro da cidade incorporada de Santa Clarita, Califórnia. O Chefe de Polícia é o Honroso Grão-Mestre David Henry 33º, que foi eleito e é governado por um Grande Conselho Supremo, em 33 jurisdições maçônicas. Atualmente, ele supervisiona meio milhão de membros em todo os Estados Unidos. 

Não somos "Cidadãos Soberanos" nem nós toleramos a atividade terrorista, cidadãos soberanos ou clandestinos! 

O Departamento de Polícia Fraternal Maçônico (MFPD) presta serviços a Maçônicos Soberanos Grão-mestres e suas jurisdições maçônicas, bem como outras Fraternidades, irmandades e organizações gregas. O Departamento de Polícia Fraternal Maçônico estará localizado em 33 outros estados, incluindo a Cidade do México. Apoiamos todas as agências de aplicação da lei. Nossa missão é preservar a integridade, honra e legado de nossos Pais Fundadores, Organizações Maçônicas, todos os Grão-mestres e sua Constituição/Estatuto Social. Vamos defender a nossa obrigação de proteger os Soberanos Grão-mestres e suas jurisdições. 


As autoridades começaram a investigar a Polícia Maçônica após Henry ter contactado xerifes em todo o Estado da Califórnia solicitando reuniões, afirmando ser "capaz de adquirir informações que não são acessíveis a entidades não-fraternas". 


As autoridades dizem que a investigação começou quando cartas foram enviadas a chefes de polícia na Califórnia anunciando a nova liderança no grupo. Kiel foi descrito como "Chief Deputy Director". 

A carta afirma que há 5.686 lojas e que o departamento "será capaz de adquirir informação que não é acessível a entidades não-fraternais." Ele disse que um dos objetivos do departamento era restaurar a confiança do público.

As ligações telefônicas também foram feitas pedindo para marcar reuniões presenciais com a polícia. 

Capt. Roosevelt Johnson, que chefia o departamento da estação Santa Clarita Valley, reuniu-se com o grupo e deu o alarme quando eles não poderiam responder perguntas básicas sobre a organização.

Os suspeitos foram incapazes de explicar adequadamente o que foi a sua jurisdição ou missão, disse a polícia.

 - Daily Mail.


Embora passar-se por um agente da polícia é um delito grave, eu não acredito que esse trio Maçônico será punido em toda a extensão da lei. Desde a criação dos Estados Unidos (e em todo o mundo), tem havido uma forte conexão entre a força policial e a Maçonaria. Maçons ativos têm o dever de proteger os seus irmãos não importa a situação. Aqui estão os emblemas usados ​​para identificar policiais e xerifes maçônicos. 


Embora não usados em uniformes de oficiais, membros da
 polícia, que também são maçons às vezes, usam esses emblemas 
em roupas civis como forma de reconhecimento.

Em suma, a força policial real é uma força policial maçônica. Assim, não há necessidade de uma Força de Polícia Maçônica.

Fonte: VC

Veja Mais
Aécio Neves e Geraldo Alckmin Convidados Ilustres da Maçonaria
Os Cavaleiros Templários - A Origem da Maçonaria  

Imagens Simbólicas (março & abril/15)

[ sábado, 9 de maio de 2015 | 15 comentários ]

Katy Perry na revista Wonderland. Não importa a cor do cabelo,
ela nunca se esquece de saudar aqueles que a colocaram lá.

Enquanto decide quando lança seu novo álbum, Rihanna esteve fazendo 
várias sessões de fotos e ela também nunca se esquece de saudar a Elite oculta.

Madonna na capa da revista Cosmopolitan, vestida como se estivesse indo a 
uma orgia. O título: SEX SEX SEX, ou será uma alusão a SIX SIX SIX (666)?

Madonna com orelhas de coelhinho, precisa dizer mais?

Aqui com um chapéu cuidadosamente colocado sobre um
 de seus olhos, e o restante da imagem é SEX SEX SEX...

Escondendo um olho novamente,
 provando que ela não larga o barco fácil.

Azealia Banks na capa da Playboy com estampa felina. Seu ensaio basicamente
 representa sua programação Beta-kitten (a programação de controle mental 
que cria nos escravos uma "persona" mais "felina" e "sexual"). O gato
colocado em sua cabeça deixa tudo isso mais óbvio.

Escravas beta e suas maluquices.

Charli XCX também embarcou no mundo Beta-kitten.

Há muito tempo atrás, Willow Smith era pequena e já tinha embarcado
 no mundo do simbolismo Illuminati... e nos dias de hoje também.

O vídeo de Kylie Minogue "Right Here, Right Now" feat. Giorgio Moroder 
está repleto de triângulos. Nesta cena vemos um triângulo saindo da boca
da cantora e posicionando-se rapidamente sobre um de seus olhos.

Kylie Minogue deitada sobre um piso dualístico no mesmo vídeo.

Natalie Dormer da série Game of Thrones fazendo o "sinal do um olho".

Maisie Williams, também do Game of Thrones, embarcando no 
mesmo simbolismo + espelho fragmentado (fragmentação da
 mente na criação de alter-personas).

A marca de roupas Elephunk fez uma sugestão de looks para o Lollapalooza
 Brasil 2015. Entre as peças há uma camiseta com uma pirâmide Illuminati.

Aliás, se você foi ao Lollapalooza em São Paulo, você
 possivelmente deu de cara com algum cartaz desse tipo por lá.

...e alguns outros também.

Boneca de um olho assustadora da 
linha Monster High. Eca, jogue isso fora!

Veja Mais

,

Kanye West: "Tidal não é os Illuminati"

[ segunda-feira, 4 de maio de 2015 | 12 comentários ]

A revista Paper publicou uma carta escrita por Kanye West em que ele reprova o fato de os músicos estarem sendo identificados como "Illuminati", acrescentando "nós não mandamos em nada". Dãã.

Poucos meses depois das "gigantes nádegas oleosas" de sua esposa estrelarem na capa da revista Paper, Kanye West nos agracia com suas palavras intemporais de sabedoria na mesma publicação. Em sua carta, Kanye descreve sua passagem no mundo da moda como uma luta épica que todo mundo deveria se importar, ele se compara a Steve Jobs várias vezes e depois discorre por alguns parágrafos sobre como ele é um inventor e um inovador. Em suma, a carta é a coisa "mais Kanye West" já escrita.

Além de seu discurso habitual, Kanye também reprova o fato de algumas pessoas chamarem a conferência de imprensa Tidal de um "momento Illuminati".

A conferência embaraçosa, cheia de estrelas promovendo
 o Tidal. Você pode ver o entusiasmo em seus olhos.

Lançado por Jay-Z, o Tidal é um serviço de streaming de música que os usuários devem pagar. Apesar da natureza não surpreendente do serviço, a propaganda que o rodeia, no entanto, descreve-o como uma "revolução" e um "momento histórico". A campanha publicitária em torno do Tidal é uma reunião de pessoas ricas reclamando sobre como eles querem mais de seu dinheiro.


Esse anúncio une alguns dos maiores fantoches da indústria do mundo - "artistas" que foram pagos para promover a agenda da elite por anos. Por essa razão, algumas pessoas (até mesmo a Revista Complex) meio que brincou chamando a conferência de uma reunião Illuminati.

Kanye West se ofendeu com isso e sentiu a necessidade de esclarecer uma coisa importante: o Tidal não é os Illuminati. E ele então começa a explicar o óbvio:


"Eu ouvi um comentário - uma piada - sobre a conferência de imprensa Tidal ser um momento Illuminati. Se houvesse realmente um Illuminati, seria mais como as empresas de energia. Não celebridades que deram a sua vida à música e que são rotuladas como chamariz para as pessoas que realmente governam o mundo. Estou cansado de pessoas que localizam músicos como os Illuminati. Isso é ridículo. Nós não mandamos em nada; nós somos celebridades. Nós somos o rosto das marcas."


 Kanye então explica como seus colegas são fantoches submetidos à vontade da indústria.


"Nós temos que aceitar o que dizemos nas letras para não perdermos dinheiro em um contrato. A Madonna está na casa dos 50 e deu tudo o que tinha para ir a uma premiação e ser enforcada pela sua capa. Ela é julgada por quem ela adota. F*da-se todo esse sensacionalismo. Nós lhes demos as nossas vidas. Nós lhes demos nossos corações. Nós lhes demos as nossas opiniões!"


Madonna "enforcada pela sua capa" no Brit Awards durante a tentativa 
de fazer o que a elite exige que ela faça a fim de permanecer relevante. 

Em suma, Kanye está certo. O Tidal não é os Illuminati. Mas ninguém com metade do cérebro realmente acreditava nisso. A maioria dos artistas associados a essa campanha são peões da indústria que fazem o que é dito e que mal controlam qualquer coisa relacionada com as suas carreiras. Eles foram provavelmente forçados a aparecer nessa campanha publicitária universalmente odiada. As gravadoras criam o entusiamo artificial em torno de seus artistas, coloca-os sob os holofotes e os usa para promover várias mensagens.

Quando Kanye disse: "Nós lhes demos as nossas vidas. Nós lhes demos nossos corações. Nós lhes demos as nossas opiniões", ele deveria ter dito isso para a elite que controla a indústria da música - não para o público. Porque esses artistas deram tudo a eles... e eles VENDERAM tudo para nós.

Fonte: VC

Veja Mais
O Significado Oculto do Grammy 2015 
Simbolismo Illuminati no Show da Banda Empire of the Sun 

,

Simbolismo Illuminati no Show da Banda Empire of the Sun

[ sábado, 2 de maio de 2015 | 6 comentários ]

Empire of the Sun é uma banda australiana de música eletrônica formada em 2007 por Luke Steele e Nick Littlemore. O grupo é conhecido por usar figurinos excêntricos no palco, mas agora está sendo conhecido por exibir simbolismo Illuminati também. Aliás, o nome da banda (Império do Sol) já diz muito sobre aqueles que estão por trás de seu trabalho. Assista ao vídeo abaixo:


Veja Mais
Miley Cyrus exibe Simbolismo Illuminati na Turnê Bangerz
Ke$ha: Apresentação no X Factor Australia - Simbolismo Illuminati na sua Cara